Escolha uma Página

A perseguição ao ex-presidente Lula por setores do Judiciário e da sociedade fica cada vez mais evidente. A sentença de Moro contra Lula será julgada em segunda instância no Tribunal Regional Federal da 4ª Região em Porto Alegre no dia 24 e agora poderá ser avaliada por qualquer pessoa a fim de averiguar a total falta de provas e argumentos lógicos.

O site do ex-presidente Lula disponibilizou, nesta segunda-feira (8), a íntegra da sentença sobre o “triplex do Guarujá” contra o petista, bem como os embargos e a alegação final da defesa.

Lula foi condenado pelo juiz Sérgio Moro a mais de nove anos de prisão por, segundo o magistrado, ser dono de um apartamento que teria sido recebido como propina paga ao ex-presidente.

Os advogados de defesa, Valeska Teixeira MartinsCristiano Zanin Martins, apresentaram mais de 70 testemunhas e provas que demonstram a inocência de Lula, porém, para Moro, apenas uma delação já é suficiente para condenar aquele que é líder em todas as pesquisas de opinião sobre as eleições.

Agora, com a sentença colocada à disposição de qualquer pessoa, a população poderá tirar suas próprias conclusões.

Alegações finais da defesa

Sentença do juiz Sérgio Moro

 

 

Embargos do juiz Sérgio Moro

Recurso da defesa ao TRF4

Por lula.com.br